O aqueduto Carioca, um dos cartões postais da cidade, foi erguido para levar as águas do rio Carioca à localidade de Nossa Senhora da Ajuda, durante o governo de Martim Correia de Sá (1602-1608).

Posteriormente, foi reconstruído com pedras brasileiras e ligado ao morro de Santo Antonio. Em 1774, sofreu novos reparos com granito, argamassa de cal, areia e azeite de peixe.

Em 1896, a obra foi transformada em viaduto para fazer trafegar um carro de dez toneladas. Assim foi criada a linha de bondes Carioca Curvelo. O aqueduto da Carioca assemelha-se ao das Águas Livres, em Lisboa, e ambos são inspirados nos arcos romanos. As arcadas são constituídas de duas séries de 42 arcos com 17 metros de altura e 270 metros de extensão.

The Rio de Janeiro City aqueduct is one of the city postcards. and was built to transport water from Carioca River to Nossa Senhora da Ajuda, during Martim Correia de Sá (1602-1608) government. Later, it was rebuilt from Brazilian stone and connected to Santo Antonio Hill. In 1774, it went under renovation work, where marble was used, along with lime mortar, sand and fish oil.

In 1896, the construction was transformed in an overpass for 10-ton vehicles: the Carioca Curvelo streetcars. The Carioca aqueduct is similar to Águas Livres in Lisbon, and both are inspired in Roman arches. The arches are structures composed of two 270 meters long rows of 42 seventeen meter-high arches.

L'acquedotto della città di Rio de Janeiro è una delle cartoline cittadine, costruito per trasportare l'acqua dal fiume Carioca a località Nossa Senhora da Ajuda, durante il governo di Martim Correia de Sá (1602-1608).

Più tardi, è stato ricostruito da pietra brasiliana e collegato al Monte Santo Antonio. Nel 1774, è andato sotto lavori di ristrutturazione, dove è stato utilizzato il marmo, insieme a mortaio di calce, sabbia e olio di pesce.

Nel 1896, il lavoro è stato trasformato per guidare una vettura da dieci tonnellate. Così è stata creata la linea del tram Carioca Curvelo. L'acquedotto Carioca assomiglia a Águas Livres, a Lisbona, e entrambi sono ispirati agli archi romani. Gli archi consistono in due serie di 42 archi, 17 metri di altezza e 270 metri di lunghezza.