A Real Biblioteca foi aberta ao público em 1814. Ela é uma das dez maiores bibliotecas nacionais do mundo listadas pela Unesco, e é tombada pelo Iphan e pelo Inepac. É considerada a maior da América Latina, com um acervo de cerca de nove milhões de itens.

O prédio atual, de estilo eclético, foi inaugurado em 1910 e guarda inúmeras raridades, algumas só exibidas em mostras especiais. A Bíblia de Mogúncia, de 1462, é o primeiro impresso que contém data, lugar de impressão e nome do impressor no colofão. A Grammatica da Língua Portuguesa, de 1539, é a cartilha que precede a Gramática de João de Barros. A primeira edição de 1572 do livro Os Lusíadas, de Luís de Camões, Lisboa, também está lá.

Há partituras originais das óperas de Carlos Gomes - O Guarani, Fosca, Maria Tudor e Salvador Rosa. Estão arquivados o conjunto de atos dos governadores e capitães-gerais e dos vice-reis, incluindo correspondência com a Corte, dos séculos XVII e XVIII; e uma coleção de 17 mil partituras e obras sobre música, dos séculos XVII e XVIII. Há ainda um evangeliário grego do século XI. Desde 2006, o acervo está digitalizado e o acesso a obras e serviços pode ser feito pelo site da Biblioteca.

The Royal Library was open to the public in 1814 and is one of the ten largest libraries in the world according to Unesco and is listed by Iphan (National Institute of Historic and Artistic Heritage) and Inepac (State Institute of Cultural Heritage). It is considered the largest in Latin America, with a collection of nine million works.

The current building architectural style is eclectic. It was opened in 1910 and it has rarities among its items, some only displayed in special exhibitions. The Bible of Mainz, of 1462, is the first publication which contains a date, place of printing and the publisher's name on the colophon. The Portuguese Language Grammar from 1539 is the publication that precedes the João de Barros Grammar. The first edition of Os Lusíadas (1572) by Luís de Camões, printed in Lisbon, is also kept there.

There are original music sheets of Carlos Gomes operas, such as "O Guarani", "Fosca", "Maria Tudor" and "Salvador Rosa". A collection of acts from the government, general captains and viceroys is archived, along with Portuguese Royal Court correspondence from the 17th and 18th centuries. A collection of 17 thousand music sheets and publications on music from the 17th and 18th centuries is also part of the collection. There also are Greek Gospels book from the 11th century. The collection was digitized in 2006 and works can be accessed through the Library's website.

È la più grande biblioteca dell’America Latina e l’ottava al mondo e possiede 15 milioni di pubblicazioni – di cui una buona parte è disponibile per le consulte. Inaugurato nel 1910, l’edificio in stile neoclassico, con scalinata e colonne in marmo, compone con il Theatro Municipal, il Museo Nazionale delle Belle Arti e il Centro Culturale della Giustizia Federale, un quadrilatero di cultura nella Cinelândia (antico fulcro sempre attuale della vita notturna di Rio).

Oggi, la collezione della biblioteca è davvero ampia, e propone tra l’aktro una collezione di fotografie di Teresa Cristina delle Due Sicilie, con poco meno di 22mila scatti risalenti al XVIII secolo: tali fotografie sono state cedute alla Biblioteca Nacional dall’Imperatore Pedro II nel 1891, e nel 2003 sono entrate a far parte del Registro del Programma Memoria del Mondo dell’Unesco, a testimonianza del loro valore per la cultura mondiale e del loro significato di rilevanza universale.